5 Dicas para Organizar o Orçamento Familiar

5 Dicas para Organizar o Orçamento Familiar

Para a maioria das pessoas quando se fala em organizar orçamento, fazer planilha e se educar financeiramente é um bicho de sete cabeças! Ainda mais se for preciso envolver toda família!

Mas a verdade é que o segredo de controlar o orçamento familiar é muito simples: gastar menos do que ganha! Quando não há um controle e não se tem a real noção dos gastos fica muito mais difícil para se programar em caso de emergência ou ainda caso haja a necessidade e/ou vontade de adquirir bens.

Então quero te apresentar 5 dicas práticas para te auxiliar no início da organização do planejamento familiar. É essencial que toda a família participe, inclusive as crianças. Veja essas dicas.

1. Anotar TODOS os seus gastos

Anote todos os seus gastos E todas as fontes de renda como salários, pensões, aposentadorias, aluguéis, etc. Não se esqueça dos gastos menores como gorjetas, taxas de banco e doces comprados dentro de ônibus, metrô e trem, por exemplo. Você pode utilizar uma planilha (aqui no blog tem um modelo para download) ou se você for adepto aos computadores, pode utilizar um caderninho. Veja aqui alguns exemplos de apps que também podem te ajudar com essa tarefa.

2. Classifique em categorias

Classifique em categorias as suas despesas não esquecendo de definir suas prioridades, pois assim você consegue perceber e identificar o que é essencial e o que é supérfluo. Desta maneira será mais fácil quando a família precisar cortar gastos.

3. Definir limites de gasto

Defina limites de gasto para cada categoria e o ideal é que a planilha seja alimentada, conforme os gastos vão ocorrendo e deve ser checada semanalmente para verificar se os gastos estão ocorrendo dentro do limite estabelecido.

4. Definir metas de economia

Defina metas de economia para formação de um fundo de emergência (dinheiro para coisas inesperadas, conserto de carro ou doença na família, por exemplo) ou ainda para a realização de alguns sonhos como: viagens, cursos ou comprar algo que você queira muito. Não se esqueça que dinheiro na mão é vendaval, ou seja, à vista você tem o poder de negociação aumentado e pode conseguir ótimos descontos, sem mencionar a economia e juros e impostos.

5. Planejar suas compras

Planeje suas compras antecipadamente. Por exemplo, ao comprar um carro não se esqueça de considerar no seu orçamento, as despesas adicionais como IPVA, seguro, manutenção e combustível.

Gostou? Deixe sua opinião, e veja aqui mais algumas dicas de como manter suas finanças pessoais em dia.

Compartilhe esta postagem

Deixe uma resposta